InícioportalCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
SEJAM BEM VINDOS À ACADEMIA DE MAGIA LEGILIMÊNCIA!
NOVAS VAGAS PARA CARGOS ESCOLARES E MINISTERIAIS ABERTAS. CONFIRAM!
VOLTA ÀS AULAS!
NÃO DEIXE DE REGISTRAR SEU AVATAR E SUA FICHA DE PERSONAGEM!
TODOS OS AVATARES DEVEM TER O TAMANHO 200X400!

Compartilhe | 
 

 Café da Manhã | 20/10/2011

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Epílogo

avatar

Mensagens : 135
Player : Pinho & Sizca

MensagemAssunto: Café da Manhã | 20/10/2011   Dom Abr 11, 2010 5:29 pm

~ CAFÉ DA MANHÃ | 20/10/2011


Ao acordar e descer para tomar o café, os alunos surpreenderam-se. O salão foi maravilhosamente decorado com as quatro cores das Casas Comunais. Mas um símbolo em especial chamou a atenção de todos. Uma bandeira de seda preta foi pendurada em cima da mesa dos professores. A poltrona central estava desocupada. Era uma homenagem.

A mesa dos professores estava coberta por um pano preto. Na barra de cada bandeira das Casas Comunais havia uma faixa escura.

Hoje o café da manhã seria especial. O professor Philip Lestrange anunciará uma das notícias mais dolorosas de toda a história da AML, entre tantas outras novidades.

A mesa da Brave estava deslumbrante. Os pratos eram todos feitos com frutas vermelhas. Uma das mesas mais bonitas de toda a história. No cardápio haviam as mais variadas tortas de frutas vermelhas, sucos de morango, cerejas, além dos petiscos doces e sorvetes.



A da Obskurní também estava muito bonita e saudável. Maior parte do cardápio era composto por refeições vegetarianas. O verde predominava por toda a mesa. Entre os pratos principais estavam: sanduiches de pepino com queijo branco, saladas, sorvetes e as mais diversas frutas verdes.



Na mesa da Hakí o que tinha era massa. Podemos dizer que era a mais apetitosa e atraente de todas. No cardápio tinha: pães franceses, broas, salgados assados e fritos, rosquinhas de leite, entre diversas outras guloseimas.



A última mesa, da Joie, era a mais bonita de todas. O violeta predominava de ponta à ponta. Maior parte dos pratos eram feitos de morangos. Havia sorvetes, geléias, queijos, vitaminas, sucos, pãezinhos e docinhos.



P.S.:

Este evento não influencia nas aulas, as aulas se passam no dia 13 e o evento no dia 20, portanto quem participar do evento deve postar normalmente nas aulas e onde quiser, o jogo continua normalmente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Dom Abr 11, 2010 5:53 pm

Ações e Narrações

Logo antes de entrar no salão já podia sentir aquele aroma delicioso que me deixava com água na boca só de pensar. Mesmo com a triste noticia dada pelo professor, eu não conseguia tirar os olhos das mesas. Quando ele acabou de noticiar eu não sabia se estava mais triste ou com mais fome, cada mesa com guloseimas diferentes, era de enlouquecer qualquer um que olhasse, e eu não pensei duas vezes, ao sentar na mesa logo ataquei os salgados e os doces, não consegui resistir estava simplesmente maraaavilhoso. Depois de muito comer e beber muito, alguns alunos já estavam voltando para o salão comunal de suas casa, para descansar um pouco antes de primeira aula.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Philip Lestrange Collins

avatar

Mensagens : 428
Player : Pinho

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Dom Abr 11, 2010 6:04 pm

Naquela manhã o café era servido como de costume, muitas comidas tradicionais de cada região do Brasil decoravam a mesa, e umas mundialmente conhecidas, por haver alunos estrangeiros na instituição. Eu trajava de vestes pretas dos pés a cabeça, não usava minha capa preto-acinzentado de sempre, usava uma completamente preta, tão preta que aparentava ser feita de pelo de puma. O salão principal era belo e iluminado, bandeiras pretas de luto pela morte do antigo diretor da AML caíam penduradas do teto pairando por todas as mesas juntamente com as bandeiras das comunais. O corpo docente estava todo naquela ocasião, até mesmo Emílio Fox, o professor de adivinhação e colaborador do 'Diário de um mago news', que raramente aparece em público, a mesa dos docentes era servida em um pano preto que a cobria e uma bandeira enorme fora posta em cima dela.

Aos poucos os alunos iam chegando e se organizando para começar a degustar os alimentos que os sustentariam por toda a manhã de aulas. Me alimentei bem de acordo com minha dieta de frutas e comidas light's, nunca tive muita saúde e alguns tipos de alimentos acabam com meu dia. Principalmente os mais gostosos e gordurosos. Terminei meu suco de mangaba e deixei o ultimo pedaço da minha fatia de bolo de cenoura rejeitada, já estava entupido de tanto comer, e ainda tinha que falar algo com os presentes no café da manhã. Algo que há alguns dias estava me corroendo internamente. Não podia sufocar aquilo por muito mais tempo, todos deveriam saber.

- Bom dia a todos! - disse levantando de minha poltrona e passando o olho pela mesa de funcionários. Apenas uma cadeira estava vazia, a de Alastor. - Eu queria dividir com vocês hoje.. Uma semana após a morte de Alastor Wulfric, o diretor dessa Academia, algo que já é meio tarde para que vocês saibam mas que é necessário ainda assim que percorra de boca a boca. - Tirei um pedaço de papel amassado do bolso de minha calça e meus olhos se enxeram de lagrimas. - Este papel, foi recebido por mim dois dias após eu mesmo ter encontrado o corpo inerte de Alastor, uma coruja daqui mesmo da Academia trouxe-o direto à mim e irei dividi-lo com vocês. - Comecei a ler o papel em voz alta.



Após ler o bilhete olhei envolta de todo o grande salão e pude observar expressões diferentes em cada rostinho inocente que ali se encontrava, alguns nem se comoveram principalmente os alunos mais velhos da casa Obskurní. - Sim, Alastor aparentemente se suicidou, mas isso é uma coisa que cabe ao ministério da magia julgar e quem sabe num futuro próximo nos dar uma notícia mais concreta, enquanto isso, este bilhete é algo que faz a mim e a Srta Skeeter julgar um ato de desespero de Alastor que o levou a tirar sua própria vida. - Os comentários começaram por todos os lados e eu quis cortar o assunto para amenizar a situação. Ainda de pé anunciei o convite que fiz à Isabelle Skeeter de nos ajudar e morar no castelo da AML por um tempo de adaptação a essa nova vida, convite este que foi aceito com muita alegria e compreensão.

- A parti de hoje a Srta Skeeter irá se sentar em minha poltrona de vice diretor na mesa do corpo docente e eu passarei a sentar-me na do diretor, pois ele me pediu para sustentar o grupo AML. Estou assumindo este cargo e espero que todos gostem e que eu consiga substituir Alastor pelo menos cinquenta por cento, pois substitui-lo totalmente é uma tarefa impossível e vocês sabem disto. - Fiz mais uma pequena pausa para novamente observar a todos que estavam ali, rostinho por rostinho. - Qualquer problema, dificuldade e rivalidade peço que venham conversar comigo e tentaremos resolver com as pessoas envolvidas, poderei ajuda-los direta e indiretamente. E peço acima de tudo união meus caros! - Outra pausa e olhei para o bilhete que voltava para meu bolso segurado por uma mão tremula e desajeitada. - Podem voltar para suas atividades normais e espero contar com todos nessa nova faze administrativa. - Sentei-me e fixei meu olhar no pedaço do bolo de cenoura, ao olha-lo me dera uma vontade de comer aquele ultimo pedacinho que eu havia desprezado, e foi o que eu fiz. Conversar com todos me aliviara a alma, me dera um gostinho a mais de lutar pela vida e pela paz.

CORUJA DE ALASTOR-
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sophie LittleBrown



Mensagens : 281

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Seg Abr 12, 2010 12:58 pm

Aquela tinha tudo para ser uma manhã adorável, mas um detalhe estragava tudo: Alastor não estaria ali. Nada mais seria normal, nada seria perfeito como antes.Uma vida foi perdida, uma família foi destruída.Como seria para Isabelle, primeiro suportar a perca de seu filho, e depois a do marido? E para nós, amigos, colegas de trabalho e alunos, como enfrentar uma perca tão grande?
Ao sentar-se à mesa de professores ao lado de meus colegas, pude ver o quanto Philip tremia. Ele nunca fora um cara animado e parecia sempre inabalável, mas ali, ele me parecia tão frágil quanto uma criança.Isabelle mesmo com a dor que certamente devia estar sentindo, parecia graciosa e meiga como sempre.Os alunos variavam entre tristeza e fome ao ver as lindas mesas dispostas á sua frente, com diferentes tipos de pratos.Tudo era ao mesmo tempo lindo e doloroso, e se tornou realmente difícil com as palavras emocionadas de Philip.Assim que pude, fui até Belle para ver como ela estava.



-Belle, sinto muito, muito mesmo - As minhas palavras pareciam tão fracas perto da dor de uma perca, que para mim saiu como um sussurro – Quero que saiba que pode contar comigo sempre.


Tinha visto Philip muito calado em um canto do salão e pensei em transmitir um pouco de conforto naquela hora tão triste para todos.

- Querido, você está bem? Ergh... Não sei realmente o que dizer á você. Apenas que Alastor gostaria de ver você bem, conduzindo a escola com Belle, como sempre fez. – Com suspiro tão profundo que se tornara doloroso, abracei Philip para tentar esconder o que se passava em minha cabeça. Embora Alastor não fosse um amigo de longa data, se tornara tão importante quanto um irmão, e a falta que ele faria tanto para mim quanto para os demais não dariam para esconder com palavras de conforto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alisson Collins Lancaster

avatar

Mensagens : 549
Player : Alisson

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Seg Abr 12, 2010 7:16 pm

O silencio reinava absoluto por todo o castelo faltava pouco mais de duas horas para o amanhecer e Alisson já estava acordado. Seu sono havia sido perturbado por mais uma das visões do garoto, não conseguia se lembrar ao certo do que se tratava a não ser por um pentagrama sobre os céus.

Alisson levanta-se e vai tomar um banho frio para despertar o sono como era muito cedo para descer ao grande salão fora olhar as estrelas como a procurar uma resposta para os acontecimentos dos últimos dias. Seus planos foram frustrados já que o céu estava encoberto por nuvens. Não restava outra opção a não ser olhar sua bola de cristal, depois de um tempo a observa - lá uma fumaça começa a se formar e pouco a pouco a imagem de um pentagrama havia se formado. O que significaria tudo aquilo?

Os primeiros raios de sol invadiam o salão comunal da Hakí e o garoto já começava a se arrumar para as aulas daquele dia, mas antes passaria no grande salão para o café coisa que raramente fazia não fora perda de tempo já que a mesa da Hakí estava repleta de massas saborosas que constituía o tipo de comida favorito do vidente. O grande salão estava impecavelmente belo principalmente as mesas em especial a da joie a não ser por uma bandeira preta sobre a mesa dos professores que por sinal tinha o assento principal vago, outra coisa que chamara a atenção do vidente era a presença do professor Emilio Fox precisava mesmo falar com ele.

Seu padrinho Philip tinha um comunicado a fazer o garoto deixa uma broa de lado para ouvir o que o seu tão querido padrinho tinha a falar. Tratava-se da morte de Alastro e do pedido que este fizera para Philip sustentar o grupo Aml e que a partir daquele dia ele seria o novo diretor da academia, a norte de Alastor não fora algo que abalasse o garoto tendo que os dois não se conheciam muito.

Seus olhos vasculhavam todo o salão até repousar nos olhos de outra garota no outro lado do salão. Não sabia por que tivera esse descuido se ele o visse? Seu amor era algo que deveria permanecer em sigilo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Like a Boss



Mensagens : 151

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Ter Abr 13, 2010 7:44 pm

Ações e Narração - Azul
Falas - Amarelo
Pensamentos - Vermelho

"Estranho ver o professor assim tão... branco..." é o que todos os alunos e professores comentavam quando o fantasma de Alastor Wulfric passava entre as mesas das Casas Comunais. Assim que ele chega na ponta da mesa da Brave, 'senta-se' entre dois alunos e tenta apoiar sua cabeça em uma das mãos. Não foi possível, o que deixou o fantasma ainda mais triste e frio. Antes do café da manhã iniciar, Philip - seu melhor amigo de infância, adolescência e de fase adulta - se levanta de sua costumeira poltrona. Todos prestam muita atenção ao seu discurso. Assim que seu amigo lê o bilhete deixado antes da morte de Alastor, o fantasma não chorou apenas porque não há como escorrerem lágrimas dos seus olhos. Ele aguardou apenas mais alguns minutos no evento e retirou-se.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Adalberto Goshawk



Mensagens : 8
Player : estavel

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Sex Abr 16, 2010 11:42 am

*aquele manha Adalberto acordara normalmente e em sair da sala comunal da
Obskurní ao descer no salão principal ele deparou-se com um lindo café de amanha comemorativo, mas logo em quer chego reparo uma enorme.
bandeira preta sobre a mesa dos professores e uma poltrona fazia, o que significaria isso tudo?*

"que estranho, mas é tudo muito lindo"
*ele passeio sobre todas as mesas cheias de coisas boas e gostosas para se comer e se dirigiu a mesa da Obskurní que era normal já que era um aluno de lá, a mesa que estava cheia de coisas naturais tudo verde como a cor de sua casa de coração.
Chegando lá ele viu alguns alunos, uns conhecidos outros não, ele viu o Prof. Philip começa a fala algumas palavras palavra e resolveu presta muita atenção, ele fala sobre a morte do Prof. Alastor e leu um papel em voz alta, era emocionante embora Adalberto nunca tenha conhecido Prof. Alastor ele se emocionou com as palavra com que o Prof. Philip se expressava*

"realmente esse 3º ano vai ser o melhor de todos"
*Depois do termino do anúncio do prof. Philip Adalberto fica em sua mesa vendo os outros alunos conversarem ele realmente não era de amigos então fico quieto em sua mesa comendo
Seu café da amanha e depois que termino o café foi para o Dormitório descansa um pouco e talvez da uma volta no castelo mas tarde*

_____________________________________________________________________
Adalberto Goshawk Aluno Obskurní


*Ações*
-Minhas Falas
Outras Falas
"Pensamentos"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Isabelle S. Dumbledore

avatar

Mensagens : 192
Player : Bem humorada :D

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Sab Abr 17, 2010 7:05 pm

~20/10/2011


O dia 20 de outubro seria um dia especial na AML. Philip anunciaria formalmente o triste falecimento do professor Alastor Wulfric. Seria também a posse legal de Isabelle Skeeter à direção.

Naquela manhã, a professora levanta-se da cama cedo. Vai ao banheiro, toma um bom banho e escova os dentes. De volta ao seu quarto, Belle veste-se com uma roupa anormalmente linda, se olha no espelho e desce as escadarias que ligam o terceiro andar do castelo ao térreo, onde fica o Salão Principal.



Ao entrar no local, segue rapidamente à mesa dos professores e ocupa uma poltrona ao lado do costumeiro lugar do professor Philip Lestrange. Lá pelas oito da manhã daquele domingo, quando todos já estavam no Salão tomando seu café matinal e discutindo as últimas novidades, Philip levanta-se e inicia seu primeiro discurso como diretor geral da Academia de Magia Legilimência.

Quando ele anuncia a morte de Alastor, mais uma vez o mundo cai nas costas de Belle. Ela não suportava falar sobre a morte dele. Era como se em um dia muito frio alguém a convidasse a passear de vassoura à 5.000 metros de altura - o vento sempre é cortante -.

Assim que ele termina de ler o vago - mas ao mesmo tempo lotado de sentimentos - bilhete que seu marido o deixara pouco antes do seu provável suicídio, a viúva chora desesperadamente. O choro é cortado alguns instantes após, quando Philip convida-a a dar algumas palavras.


- Desculpem-me! Ela ainda soluçava. É um prazer assumir a direção da Academia. Só não é agradável o motivo pelo qual estou assumindo esse posto. Bem... Creio que seremos muito amigos. Philip assumirá a direção geral da AML, já que era assim que meu falecido esposo preferia. Eu ficarei na vice-direção e na direção da Casa Comunal de Hakí, apesar de ter estudado da Brave. Esse último é um cargo provisório. Assim que algum professor resolver assumir a Casa, entrego-o o cargo. Até o ano passado, fui a editora-reponsável pelo Diário de Um Mago News. Hoje o editor-chefe do jornal é o nosso querido senhor Felix Araujo. Formei-me aqui mesmo na AML e fui para a França fazer três anos de especializações em Aritmancia antes de voltar ao Brasil. Serei a professora de Aritmancia, minha real especialidade, e de Feitiços. Sempre que precisarem de uma ajuda estou disposta a ajudá-los.

Ela sempre fora muito falante. Muitos alunos ficaram surpreendidos com sua capacidade de elaborar um discurso tão razoavelmente grande em poucos instantes.

- Desculpe se falei demais! Sussurrou para que apenas os professores pudessem ouvir.

Alguns minutos após, Sophie se levanta do seu lugar, à duas poltronas da de Isabelle e resolve confortar a moça com algumas palavras carinhosas.

- Muito obrigada, Sooh, obrigada mesmo! É bom saber que tenho verdadeiros amigos aqui dentro. Como diria meu sogro, "você vai encontrar muitos inimigos em seu caminho, mas também vai encontrar amigos, poucos, mas verdadeiros". Te adoro, amiga!

Ela tomou seu café matinal vagarosamente. Estava tudo muito delicioso. Quando terminou, admirou o Salão por mais alguns momentos e retirou-se rumo à sua Sala.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://legilimenciamagia.forumeiro.org
Luna Lancaster

avatar

Mensagens : 28
Player : alegre

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Ter Abr 20, 2010 8:06 am

A garota da Hakí estava simplesmente deslumbrante não que houvesse necessidade, pois aquele seria um dia normal como outro qualquer cheio de aulas, mas a garota não gostava muito dos uniformes do colégio.

A garota desce apresada até o grande salão e percebe que o café da manha havia se transformado em um evento em homenagem a memória de Alastor a mesa da Hakí estava deslumbrante e apetitosa bom não podia se ariscar a comer muito, pois era capaz de sair uns dois quilos mas gorda e olha com um pouco de inveja para a mesa da obskurni já que estava repleta de coisas saudáveis e pouco calóricas.

A garota presta atenção ao discurso que o professor Philip fazia e se satisfez com uma xícara de café e uma broa. A professora Isabelle que agora assumia a vice direção do castelo e a direção da Hakí fez um pequeno discurso. A garota permaneceu por ali até quase todos os alunos haverem se retirados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Neck Riddle Slughorn

avatar

Mensagens : 68

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Qua Abr 21, 2010 8:04 pm

O garoto acorda cedo neste domingo. Veste-se e desce ao Salão Principal para tomar seu café matinal. Ao entrar e ver a esplendorosa decoração, Riddle pensa:

Temos um café especial hoje?! Que legal...

Ele continua seguindo à mesa da Obskurní. Para no meio do caminho quando percebe uma enorme bandeira preta acima da mesa dos professores. Um detalhe também chamava sua atenção. Detalhe, tal este que era o mais doloroso de todos. A poltrona central estava vazia. Alastor Wulfric não estava por lá. Não era um bom sinal.

Sua intuição fora confirmada poucos instantes após durante o discurso do professor Philip Lestrange: Alastor Wulfric Dumbledore Skeeter McGonagall está MORTO! Ele fica por mais alguns instantes no Salão e sai.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rafael Lestrange

avatar

Mensagens : 80
Player : Triste e magoado

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Qui Abr 22, 2010 11:30 am

Acordo nem um pouco alegre vou diretamente para o banheiro tomar banho e escovar meus dentes, saindo do banheiro com uma tualha branca presa em minha sintura, vejo pela janela um falcão muito bonito, mais sabia oque sgnificava. Então a minha cara que ja não estava boa piorou mais ainda.

estava endireitando a gravata para descer então olhei para a janela novamente e vi o falcão com uma cobra nas garras, e então dei um sorriso sem amostrar os dentes e penso:

que dia ruim vai ser hoje, geralmente ver um falção casando é ruim, ainda mais com uma cobra na mão.

quando chego no salão comunal, vejo tudo tão bonito, nossa! fico tão surpreso que até me pergunto, esse é o meu mal dia?
então vou caminhando para mesa da Obskurni e me sento. olho para a mesa da Brave, Hakí e da Joie e fico com muita inveja, olha aqueles bolos deliciosos, e depois olho para o sanduiche de pipino, eca! fazer oque né tenho que esperimentar primeiro para saber se é bom, então comecei com o sorvete.

Enquanto estava degustando o sorvete, o meu primo, Pinho levanta-se e le uma carta do Falecido Alastor, e olhei para outros alunos de outras casas, que estavam até chorando, então fasso uma cara de surpreso e penso:

Nossa!

E depois continua a refeiçao, até me satisfaser.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Richard Pelegrini Collins

avatar

Mensagens : 208
Player : Pinho

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Sex Abr 23, 2010 12:47 pm

~ A dor de uma morte

No dia anterior coloquei todos meus exercícios e atividades extra-classe em dia. Havia passado horas seguidas na biblioteca do castelo para que tudo ficasse em ordem. Hannah Vanckock sumira a mais ou menos uma semana e agora que não nos encontrávamos mais, meu tempo era bem mais vago. Acordei naquela manhã bem cedinho, na madrugada fria e aconchegante que se fazia amanhecer. O dormitório masculino da Joie me assusta um pouco, os vultos e vozes que todos escutam lá são reais e apavorantes. Em meio as coisas estranhas que se passam por la eu me levantei logo da cama, me vesti e fui procurar vagar pelo castelo. Qualquer coisa que me acontecesse seria melhor que escultar aquelas coisas. Almas eu acho.

Andei, andei e andei pelos corredores, subindo e descendo os andares do castelo. Nada além de mim se movia por lá. Armaduras, quadros, estátuas estranhas e mais quadros. Essa era a paisagem do meu eterno passeio. Já não lembrava qual o meu proposito ali, mas a hora chegou. Os corredores ficaram movimentados, os alunos se dirigiam para o Salão Principal onde todos tomaríamos nossos cafés da manhã e em seguida iriamos assistir nossas primeiras aulas. Fui em direção ao Salão acompanhando os outros alunos, alguns velhos amigos da Hakí, casa comunal em que ingressei no meu primeiro ano de estudo.

Sentei-me na mesa de minha comunal e comecei a fazer minha refeição normalmente como de costume. Um discurso foi dado por meu tio Philip Lestrange, que se anunciava o atual diretor da Academia. Alguns outros fatos foram falados sobre a morte do Sr. Wulfric, foi na verdade um suicídio. Todos comentavam entre si a mudança de diretor e a tal da revelação da auto-morte. Eu particularmente fiquei ainda mais triste e inconformado, viajando em meus pensamentos que me levavam a pensar o real motivo para um pessoa tirar sua própria vida. Meu café da manhã não foi tão agradável como o de todos os dias, eu não conseguia olhar a mesa dos funcionários e ver a Srta. Skeeter com aquela feição de tristeza. Ela também discursou um pouco, algo bem espontâneo e comovente, reconfortante e de superação. Nunca tinha visto uma mulher com tanta vontade de viver e ser feliz novamente. Permaneci ali, chorando de emoção!

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Emily Clementine Vanckock

avatar

Mensagens : 18

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Sex Abr 23, 2010 3:42 pm

Nada de muito especial me esperava na ala hospitalar da Academia de Magia de Legilimência, meus pacientes ultimamente ficavam pouco mais que uma hora lá e eram dispensados, nada de muito grave acontecia graças a Merlim. Nessa manhã iria tomar meu café com todos os outros docentes e discentes da academia, coisa que raramente tenho a oportunidade de fazer por sempre ter alguem em observação ou coisa do tipo. Fui com meu fardamento de enfermeira proposto pela direção pois depois teria que ir direto ao trabalho. Nada de acessórios elegantes, apenas minha beleza de nascença que cá entre nós é bastante notável.

O café naquela manhã foi cheio de cenas emocionantes e discursos de consolo a todos, em particular o da viúva Isabelle Dumbledore. Alguns alunos caiam em lágrimas, especialmente uma garota da Hakí aparentemente do primeiro ano, com uma capa um tanto velha e suja a garota loira chorava inconsolavelmente, até parecia ser um membro de sua família do falecido. Isto prendeu um pouco a minha atenção durante todo o tempo que fiquei no local, era difícil entender como ele era tão querido. Depois de me satisfazer e perceber que todos já haviam falado o que queriam, ou até mesmo discursado, me retirei da mesa e fui em direção a ala hospitalar do castelo, disposta a trabalhar bastante.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alisson Collins Lancaster

avatar

Mensagens : 549
Player : Alisson

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Sex Abr 23, 2010 8:16 pm

O amor é algo que edifica que alimenta o amor é a mais poderosa magia que existe nem mesmo as, mas nefastas artes das trevas são capazes de destruir o amor quando este é puro e verdadeiro ao contrario o amor na sua simplicidade e pureza transforma trevas em luz.

Seus olhos ainda estavam fixos na garota da Obskurni, o vidente decide esquecê-la afinal ela não passava de um nome e de um rosto bonito e alem do mais seu primo estava apaixonado por ela, o vidente estava decido a não se envolver com mulheres somente por atração física se fosse necessário passaria o resto de sua vida sozinho. Somente quando encontrasse um amor puro e verdadeiro se envolveria.

Alisson levanta-se da mesa de sua comunal e se dirige a mesa dos professores primeiramente fala com Isabelle e diz:


-- eu sinto muito mesmo, pode contar comigo para qualquer coisa.

A professora agradece e o vidente dirige-se ao professor Emilio Fox:

-- Bom dia professor precisamos ter uma conversa de vidente para vidente pode ser? Hoje à noite em sua sala.

Depois da resposta do professor o garoto olha com carinho para o seu padrinho, mas não tinha palavras para dizer para ele somente acena e volta para a mesa de sua comunal onde termina de tomar seu café.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna Farrel

avatar

Mensagens : 178

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Sex Abr 23, 2010 9:52 pm

Apesar de todas as coisas que marcaram a minha vida, a pior de todas com certeza foi a perca de meus pais. A dor do luto, de uma perca marca profundamente nossas vidas.Até hoje, cerca de cinco anos depois de tudo acontecer, ainda sinto a falta de meus pais, e vejo a minha família completa em meus sonhos.Eu entendia a dor e as lagrimas de Isabelle, as palavras carregadas de emoção de Philip, o olhar triste de cada um de meus colegas.

Cheguei ao salão principal afim de um bom café da manha para repor as energias para o longo dia que se seguia. Levei um choque ao me deparar com as mesas magníficas, tão bem decoradas. Corri para a mesa da Brave com um sorriso enorme no rosto, que foi apagado pela expressão de tristeza no rosto de meus colegas.Quando olhei para a mesa dos professores, a faixa preta sobre ela, a cadeira vaga, não precisei de explicações para mais nada.Olhei para a mesa da Obskurní e me deparei com meu amigo Rafael, mas como ainda estava meio aborrecida pelo que aconteceu na praça resolvi não ir cumprimentá-lo.E também, Gabriela talvez não visse com bons olhos minha atitude.Logo, Philip começou o seu discurso explicando que ficaria no lugar de Alastor.Não consegui conter uma lágrima que teimava á surgir vencendo por fim com o discurso de Isabelle.Comi rapidamente e antes de deixar o salão, fui dar um beijo em minha irmã. Observei ainda que nunca tinha falado com muitos de meus colegas que estavam no salão, então resolvi arriscar um bom dia á alguns deles. Fui até um garoto que estava sentado á mesa da Joie, Spekos, mas tive medo que minha timidez arruinasse minha tentativa de ser mais “sociável”.


-Olá, Spekos. Como vai? – É eu acertei minha timidez não resultaria em boa coisa. Após a resposta, sai discretamente , sentindo o meu rosto ficar vermelho enquanto atravessava o salão lotado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Giacomo Lombardi

avatar

Mensagens : 4

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Sab Abr 24, 2010 10:29 pm

Morte | Dor | Luto


Giacomo acordou naquele dia muito mal disposto. O céu estava de um cinzento muito carregado, ao contrário do que havera sido anunciado. As nuvens grossas e espumosas ameaçavam rebentar e lavar todas as almas com as suas grandes gotas. A cabeça do rapaz joieno ardia imenso: uma cefaleia o invadia no despertar. Um ardor profundo queimava-lhe a garganta e as fossas nasais. Um silêncio longo e cortante gelava qualquer um e mechia com os sentimentos dos mais sensíveis, com as fantasias dos mais apaixonados, com as ideias dos mais imaginativos. Uma gorda e salgada gota corria cara abaixo do rapaz molhando-lhe a roupa da cama. Sentia-se demasiado triste no seu intimo para se conseguir levantar da cama. Todo o rol de emoções que sentia relembravam-lhe a tarde em que sentira a morte do seu avô. As peças encaixavam como num puzzle, ele sabia, ele tinha a certeza: uma morte tinha sido consumada.

O cheiro adocicado do pequeno-almoço acabadinho de preparar entrava agora no dormitório quando Giacomo e mais alguns colegas se acabavam de arranjar para poder descer até ao Térreo. Giacomo que acabara de sair de um longo duche de quase 30 minutos secava o seu cabelo enquanto pensava na roupa que ia vestir. Enfim descobriu umas calças clássicas beje escuro, uma camisa branca, colocou gravata castanho escuro e vestiu para terminar um sobretudo preto que encaixava perfeitamente na sua vestimenta. Escovou o cabelo, os dentes, colocou um pouco do seu perfume trouxa "Hugo by Hugo Boss" e saiu para o Salão Principal.

Chegado no Salão ficou surpreso e ao mesmo tempo melancólico. O seu "dom" não o tinha voltado a deixar mal, alguém tinha mesmo morrido. E esse alguém só podia ser o amado diretor da Academia Alastor Dumbledore. Na mesa da sua casa já se encontravam alguns colegas de sala seus e os monitores. Ao longe pode ver um rapaz que ele já tinha visto várias vezes pelo castelo e que rondava algumas vezes o corredor que dava entrada para a Sala Comunal da Joie, talvez esperançado de encontrar o seu coração em casa alheia. Alisson era esse o rapaz.

As palavras do novo diretor e da esposa do ex-diretor que agora assumia o cargo eram palavras sentidas e verdadeiramente doces para os ouvidos de Giacomo e da maioria dos seus colegas que engoliam as palavras como se tratasse de água para matar a sede do deserto. Cada vez mais melancólico, Giacomo senta-se ligeiramente afastado dos seus colegas e deixa sair livremente a segunda lágrima do dia.


Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lilian M. Humbermann

avatar

Mensagens : 131
Player : Gabiiz

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Dom Abr 25, 2010 3:16 pm

Lilian | Falas de Lilian | Pensamentos
''The breakfast sad''
*... O café da manha triste...*

O sol entrava pela janela do dormitório, me revirei na cama tentando adormecer novamente, mas sentindo o calor e a luz nos meus olhos não consegui então me levantei da cama ainda meio lerda e tonta, como sempre. Sentia-me literalmente fora de noção de manha, como se o tempo tivesse parado e apenas eu estava me mexendo e mesmo assim, lentamente. Segui o caminho até o banheiro, liguei o chuveiro e olhei-me no espelho, mesmo pela manha o que o espelho refletia me agradava, eu estava com os cabelos no lugar e a pele era lisa e macia, meus olhos azuis como o céu ou como o mar estavam ainda mais vivos do que nunca, sorri vendo a minha imagem bordada no espelho, quase que a perfeição para mim, já que nunca fui muito exigente com beleza. Parei de viajar nos meus pensamentos mais estranho e finalmente me despi e entrei no chuveiro, tomando um belo banho demorado, principalmente na parte dos meus cabelos, sempre cuidei muito bem deles, uma das partes que eu mais gosto do meu corpo.

Terminei o meu banho, passando um shampoo que deixavam os meus cabelos com um cheiro de natureza, um cheiro floral, que encantava. Sai do banheiro enrolada na toalha e caminhei ate a cama, onde percebi que tinha um papel, li e vi que nada de importante constava então o joguei na lixeira e fui ao guarda roupa. Assim que abri as portas, peguei dentro de uma gaveta um conjunto de langerrie preta, com alguns detalhes bordados em rosa, que davam um leve tom infantil. Vesti e voltei ao guarda roupa para escolher alguma roupa, estava me sentindo alegre hoje, queria refletir isso ficando lindamente bela, e a roupa ajudaria com isso, é claro. Escolhi uma calça jeans escura, colada ao corpo, um tênis all star preto com os cadarços rosa, uma blusa de manda comprida, porém muito fina, com um tom claríssimo de rosa. Olhei no espelho e pude ver que estava combinado, tudo em perfeita sintonia. Então peguei na mesinha de cabeceira um grande estojo de maquiagem, para começar essa etapa.

Fui caminhando, agora um pouco mais rápido para frente do espelho do banheiro, agora já estava mais animada e bem menos sonolenta " Vamos Lilian, rápido Lilian’’ Pensava enquanto abria o estojo retirando o blush, lápis de olho, um batom claro e um estojo de sombras, e por mim o pó de arroz. Passei um pouco de pó pelo rosto, logo em seguida passei o lápis de olho preto, e a sombra levemente azul, que combinava perfeitamente com os meus olhos azuis e os destacava no rosto. Passei o bush para da uma cor ao meu rosto, por ultima, mas não menos importante..rs Passei o batom rosado e por cima um gloss de fruta, que deixavam meus lábios mais vistosos. Terminando de me arrumar fui para o maior espelho que tinha, e pude me ver de corpo inteiro. Estava linda, poucas vezes havia me sentindo assim, deveria ser por que hoje eu estava feliz e de bom humor, e por incrível que parece, ainda não tinha destruído nada. Então ri e dei uma volta me olhando mais uma vez – Pronto Lilian,está apresentável.

Dizendo isso para mim mesma, tudo bem eu sei, eu parece louca falando de mim mesma, comigo mesma, e tudo em terceira pessoa. Mas fazer o que né? Eu sou meio doida, as vezes acho que sou doida de verdade. Bom, mas se eu me atrasasse mais um pouco para o café da manhã, chegaria quase na hora do almoço. Então sai do dormitório, passando pela sala comunal da casa Joie e seguindo para o salão principal. Assim que adentrei puder ver a fantástico decoração do salão, estava tudo perfeitamente decorado e belo, olhei diretamente para a poltrona central na mesa dos professores e a vi vazia, eu ainda não acreditava que o nossa diretor havia morrido, não aceitava de jeito nenhum. Olhei para cima e vi a bandeiro preta que com certeza era uma homenagem ao Diretor, ou melhor, ex diretor da nossa escola. E de fato ele fará muita falta tanto na escola, como para a sua família, e principalmente para a professora Isabelle..

Segui meu caminho pelo salão principal, mas não estava mais com o sorriso que eu estava quando acordei, apenas caminhava como mais uma aluna perdida na escola, Passei por Luna e Sorri, parando para a cumprimentar, e reparando na beleza da mesa. – Olá Luna! Tudo bem? Disse tentando parecer um pouco mais animada, mas senti não estava no caminho certo, após a resposta dela, digo que vou para a minha mesa comunal, mas que depois nos falávamos, então segui o caminho, fiquei observando cada detalhe do salão, apesar de estar tudo lindo, o clima tenso estava no ar, poucas pessoas pareciam realmente felizes, Passei pela Hakí e vi Alisson, sentando tomando o seu café da manha, então dei um tapinha nas costas dele e sorri o cumprimentando também – Bom dia Alisson, tudo bem? Sorri, olhando para ele, conversamos um pouco e então disse a mesma coisa eu havia dito para Luna, ia para a mesa da Joie e que depois nos falávamos. E foi o que eu fiz, segui o caminho, a mesa da Joie era a ultima, enquanto eu chegava pude notar que era a mais bela mesa de hoje, estava incrivelmente linda, mas isso não parecia anima muito os alunos da casa.

Sentei um pouco afastada do alunos, mas próxima de um secundarista, se eu não me engano seria Giacomo. Coloquei alguns alimentos no meu prato, e olhei o para a mesa dos professos, agora o Sr. Lestrange iria começar um pequeno discurso, o fitei com bastante atenção. Comecei assimilar as palavras dele, uma por uma, até que chega na perte – Sim, Alastor aparentemente se suicidou. “Como assim? Como ele se suicidou? ’’ Fiquei pensando ainda atordoada, e me negava a acreditar nas palavras do Sr. Lestrange. Assim que ele termina, perco o apetite, esta incrivelmente triste e deprimida, como a maioria das pessoas no salão. Algum tempo depois ouço o discurso emocionado da professora Isabella, ela que sempre foi querida, e estava com um olhar de tristeza profunda. Quando o discurso dela acaba, senti gotas de lágrimas descendo pelo meu rosto, e passei a mão, para não demonstra. Olho para o lado e vejo um garoto, também muito triste me aproximei dele e tentei sorrir, fazendo uma pergunta que a resposta seria obvia. – Giacomo? Tudo bem? Fitei o garoto, enquanto esperava a sua resposta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alisson Collins Lancaster

avatar

Mensagens : 549
Player : Alisson

MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   Dom Abr 25, 2010 3:53 pm

O vidente

Estava absorto em pensamentos, distraído a tomar seu café sossegadamente quando sente que alguém lhe dava um leve tapa em suas costas ele vira-se e percebe que era Lilian a linda monitora da Joie que acaba de o cumprimentar.

-- oi Lily estou ótimo.

A garota ruma direto para a mesa da joie, o garoto não resistira e fora atrás da garota e com uma voz etérea diz a ela.

-- e você como está? Muito trabalho?

Ela me responde e eu continuo ali conversando com ela, quando me deparo com um sequndanista da Joie Giacomo.

-- olá, como vai? Espero que não volte a praticar feitiços nos corredores ou serei obrigado a descontar pontos da joie, estamos entendidos?

Aproveitando que ele estava na mesa da joie o vidente senta-se ao lado de seu primo Richard e começa uma pequena conversa com o garoto enquanto furtava uns docinhos da mesa da Joie.

O vidente retira-se dali e não retorna para a mesa da Hakí, seque diretamente aos jardins da escola.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Café da Manhã | 20/10/2011   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Café da Manhã | 20/10/2011
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Inauguração LulaLeilão - 04/07/2011
» Season 2011 Inverno - Preview dos novos animes
» Melhores Times Sub-21
» Último Leilão!!!
» Suspeita de fraude - Troco do pão

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia de Magia Legilimência :: #Eventos-
Ir para: