InícioportalCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
SEJAM BEM VINDOS À ACADEMIA DE MAGIA LEGILIMÊNCIA!
NOVAS VAGAS PARA CARGOS ESCOLARES E MINISTERIAIS ABERTAS. CONFIRAM!
VOLTA ÀS AULAS!
NÃO DEIXE DE REGISTRAR SEU AVATAR E SUA FICHA DE PERSONAGEM!
TODOS OS AVATARES DEVEM TER O TAMANHO 200X400!

Compartilhe | 
 

 25 de Março |Segunda| Final da Tarde |RP aberta| Escadarias, Térreo.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Leonel Menezes



Mensagens : 117
Player : Alisson

MensagemAssunto: 25 de Março |Segunda| Final da Tarde |RP aberta| Escadarias, Térreo.    Dom Dez 04, 2011 7:01 am

25 de Março - segunda- 17:45 min.
Térreo, Escadarias
Embarque
Quinto Post

Narração - pensamentos - falas - falas alheias

Leonel vivia no mundo da lua, sempre perdia suas coisas, desde criança. Por este motivo, ele sempre andava com sua mochila nas costas. Sempre carregava o seu telescópio, não conseguia imaginar-se sem este seu instrumento. E é claro, não podia esquecer-se também do seu bloco de notas, ali estava registradas informações de anos de observação e pesquisa. Outro objeto por qual tinha um cuidado especial era o seu caderno de desenhos, é neste que ele registra a beleza da vida, a simplicidade da mãe natureza. E é claro os fenômenos astronômicos, uma bela e vasta coleção, Diga-se de passagem. Todos os anos Leonel fazia desenhos de todos os lugares do castelo, desde modo ele podia comparar a beleza dos mesmos, referia-se aos jardins, já que o interior do castelo era o mesmo, e já tinha desenhado os lugares mais bonitos do castelo, só que com a reconstrução do mesmo, ele teria muito trabalho.
A nova “roupagem” do castelo era belíssima, disso ninguém poderia discordar. Não haviam se preocupado somente com a segurança da Academia, mas a haviam deixado digna de louvor. Por onde começar? Ele iria resolver isto depois, no momento tinha que procurar Janna, até porque tinha algo para ela, e ela iria precisar ou não, para os testes da Brave. Leonel descia as escadarias para o térreo correndo, pois o teste seria a poucos minutos, ou já estaria acontecendo? De qualquer forma ele precisava estar lá, afinal tinha que saber quais seriam os novos jogadores, pois assim facilitaria seu trabalho de Narrador.
Pessoas subiam e desciam às escadas, o garoto não prestava atenção neles e foi justamente para responder cordialmente o cumprimento de alguém que ele virou o rosto, ao fazê-lo sentiu seu corpo bater em algo sólido, mas no meio das escadas? Parou e olhou a sua frente, uma garota estava prestes a sair rolando as escadas, mas Leonel a segurou a tempo, quase se desequilibrou, mas havia impedido que a mesma saísse rolando as escadarias. Os cabelos do garoto estavam tão amarelos quanto o uniforme da Hakí,suas bochechas rosadas, com um sorriso amarelo no rosto. – Me desculpe, sou um desastrado. Disse o garoto meio sem graça, sem saber aonde esconder o rosto, o fato e que seria muito mais estranho ele simplesmente sair correndo.


Última edição por Leonel Menezes em Dom Dez 04, 2011 12:25 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Victoria B. Müller

avatar

Mensagens : 30
Player : Lary

MensagemAssunto: Re: 25 de Março |Segunda| Final da Tarde |RP aberta| Escadarias, Térreo.    Dom Dez 04, 2011 8:41 am


I’m not nerd. I’m just smarter than you.

Desde ontem quando eu pousei nas propriedades da Legilimência fiquei com a boa sensação de estar de volta para casa. Nossa, fazia tanto tempo que eu não andava por esses corredores... As férias prolongadas foram um saco. Não dava pra ver meus amigos direito, porque eles não moravam no Rio, e nós tínhamos que trocar corujas pra podermos conversar.
E eu estava com saudades dos professores chatos, das aulas chatas, das peças que a gente pregava nas pessoas...
Finalmente eu poderia ter tudo isso de volta. Em parte. Ainda tinha um clima tenso no ar.
Mas isso não importava! Eu ia seguir minha vida feliz. E falando em seguir, eu tinha acabado de sair das áreas externas do castelo, pois resolvi dar uma voltinha com a vassoura, afinal eu estava meio enferrujada porque minha mãe não me deixava voar no mundo trouxa.
Saí de lá com as roupas meio sujas de poeira, pois me distraí na aterrissagem e quase tinha saído derrapando, mas eu estava de botas, e elas me salvaram. Não pude deixar de reparar no novo design do castelo. Bem bonito, temos de admitir. Mas não exalava um ar confortável, estava mais pra... medieval. Talvez fosse um jeito de retratar a situação atual.
Como eu sou desastrada desde que me conheço por gente, eu tenho a mania de andar olhando pra baixo. É um perigo, ás vezes, mas pelo menos eu evito quedas.
Bom... ou acho que evito. No meio das escadarias trombei com alguém, ouve um baque bem desnecessário, acho que dei uma cabeçada na vítima. Droga. Lá vinha eu de novo.
Porém... não acabou. Eu estava caindo. Merlim, imagina o que teria acontecido comigo se eu rolasse escada á baixo. No segundo dia no castelo. Mas a pessoa não identificada segurou no meu braço, impedindo que eu caísse. Ufa.
- Me desculpe, sou um desastrado. - falou o ser. Ele estava meio corado e com um sorriso amarelo. Me perguntei se o conhecia de algum lugar, mas não consegui me lembrar. Vamos combinar! Ele era bo-ni-to. Apesar do cabelo amarelo-canário que estava me cegando, mas deletemos essa parte.
- Ah, nem, eu que sou desastrada desde que nasci. Olha, até ganhei um kit portátil de primeiros socorros de Natal... - respondi. Qualquer pessoa que tivesse acabado de escapar da morte súbita rolando numa escada de 20 metros estaria pelo menos afetada. Eu estava comum. A arte do costume e da experiência. - Ah, desculpe, sou a Vicky, batedora do time Hakí. Abri um grande sorriso. Sim, tirei meu sobrenome dessa história de propósito, porque, se conheço bem essa escola, muita gente valoriza mais as origens do que a pessoa em si, e eu quis mostrar que não era assim. Porque... sei lá porque.
Me encostei no corrimão da escadaria, que já estava perto, para garantir que não caísse novamente e também desbloquear o caminho pro povo passar. - E você, qual é o seu nome? - não custava nada puxar assunto, já que no momento eu não tinha nada pra fazer.
E eu adoro conhecer pessoas novas.
Enquanto encostava a vassoura no corrimão e esperava ele dizer seu nome, percebi que seus cabelos estavam mudando, de certa forma. Seria um metamorfomago?
Eu tinha tempo para descobrir.


25 de Março, Segunda, Tarde C Térreo, Escadarias
Narração - minhas falas - outras falas


Última edição por Victoria B. Müller em Seg Dez 05, 2011 12:53 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Leonel Menezes



Mensagens : 117
Player : Alisson

MensagemAssunto: Re: 25 de Março |Segunda| Final da Tarde |RP aberta| Escadarias, Térreo.    Dom Dez 04, 2011 12:46 pm

Leonel estava tão distraído que nem havia prestado muita atenção na garota que quase despencou escadas abaixo. Sues cabelos aos poucos voltava a sua tonalidade normal, por sorte havia poucas pessoas naquele lugar, porque cabelos amarelos não são apresentáveis ao publico. Leonel voltou o olhar para a garota que era bem bonita, no entanto de tão distraído não Havia reparado. A mesma tinha se apresentado mesmo que não o fosse necessário, já que como Narrador oficial dos jogos da taça de Quadribol, Victoria era batedora, não era a melhor, mas também não era das piores. Na verdade ela se transformava quando estava na vassoura, já que não era tão desastrado com os balaços para o azar dos artilheiros adversários.
O metamorfo não era tão desastrado, o problema e que vivia no mundo da lua, não prestava muita atenção enquanto caminhava e sempre acabava esbarrando com as pessoas, o que já o rendera muitas encrencas. -- Eu sei quem você é ao menos o nome. A garota o havia olhado de tal forma, que dava a entender que ele estava surpresa com tal afirmação. – Não sei se lembra, mas eu faço às vezes de comentarista, então conheço todos os jogadores do castelo. Disse o garoto com sua tonalidade normal, já estava menos corado, seus cabelos tinha voltado a sua formal habitual com um negro intenso, no momento meio que bagunçado, mas mesmo assim charmoso e de fazer inveja a muitas garotas.
-- Prazer, Leonel Menezes sextanista da Joie. . Disse o garoto com um belo sorriso nos lábios e estendo a mão, mesmo estando um pouco atrasado, não podia sair correndo ou ser grosso, até porque não fazia parte de seu “estilo”, além do mais, fazer novas amizades era sempre bem vindo, o garoto olhou para o relógio que trazia no pulso,discretamente para que a garota não percebesse, e para sua alegria e alivio faltava mais de uma hora para o inicio dos testes da Brave--acho que temos algo em comum, já que ambos somos desastrados. Falou sorrindo, mudando a cor de seus cabelos rapidamente, o que dava a impressão de ser um arco Iris capilar, uma velha mania do garoto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Victoria B. Müller

avatar

Mensagens : 30
Player : Lary

MensagemAssunto: Re: 25 de Março |Segunda| Final da Tarde |RP aberta| Escadarias, Térreo.    Seg Dez 05, 2011 2:01 pm


I’m not nerd. I’m just smarter than you.

Vicky saindo pelos corredores com uma bota de guerra anti-derrapante e uma vassoura de baixo do braço num fim de tarde era uma cena da qual todos os alunos da Legilimência, principalmente os da Hakí, já estavam acostumados a ver. Eu estava feliz em voltar pra cá, mas as coisas pareciam quietas demais pra toda a confusão do ano passado. Era um motivo de se desconfiar, mas de se comemorar também. Isso queria dizer: voltar á rotina de bagunça e aos velhos hábitos.
Como num dejá vu, eu estava entrando de novo na Legilimência com uma bota de guerra anti-derrapante e uma vassoura de baixo do braço num fim de tarde de segunda. E... atropelando pessoas pelo caminho!
Acabei passando perto da morte ao atropelar e ser atropelada por um garoto que descia a escadaria do térreo. E começamos á conversar. Ele me pareceu bem simpático. Os cabelos dele, antes num tom amarelo, agora estavam numa tonalidade digamos, normal, e tive a impressão de que o conhecia de algum lugar. Talvez nós tivéssemos alguma aula juntos ou coisa assim. Me apresentei como Vicky, e fiquei no mínimo interessada quando ele falou que sabia quem eu era, ou ao menos qual era o meu nome. Então eu realmente conhecia o menino-da-conversa?
- Não sei se lembra, mas eu faço às vezes de comentarista, então conheço todos os jogadores do castelo.
Ah, então estava esclarecido. Talvez eu o tivesse visto em alguma partida de relance durante o jogo. O fato é que eu era míope e meus óculos sempre se perdiam de mim, então pra mim era meio difícil reconhecer as pessoas. Agora eu estava com a mesma expressão de quando lembrava a resposta daquela pergunta que pega no pé na prova de História da Magia. O garoto continuou falando e como eu não consigo ficar muito tempo parada no mesmo lugar, peguei a minha Firebolt 2012 que estava lindinha, polidinha e sem nenhum arranhão e pra não ficar sem fazer nada, comecei á... varrer o chão. Merlim nos perdoe pela minha mentalidade, mas o menino-da-conversa nem tinha reparado no que eu estava fazendo.
- Prazer, Leonel Menezes sextanista da Joie. Acho que temos algo em comum, já que ambos somos desastrados. Ele sorriu e estendeu a mão como um gesto de cumprimento e eu a apertei, também lançando meu melhor sorriso.
Agora eu podia parar de chamá-lo de menino-da-conversa, que era um apelido tão idiota que só podia ter vindo da minha cabeça. Leonel Menezes, metamorfomago, sextanista da Joie. Bonito pra caramba. E agora seu cabelo estava parecendo um arco-íris, o que me fez sorrir mais ainda. Gostei desse Leonel.
- Prazer em conhecer Leonel Menezes, desastrado como eu. Uau. Deve ser bem legal ser metamorfomago. Se eu fosse uma, meu cabelo um dia seria rosa, outro dia estaria azul e no fim eu ia acabar virando um letreiro humano. - me imaginei com um cabelo á la Bill Kaulitz em cores neon, piscando como aqueles letreiros que eles usavam pra colocar o nome dos hotéis, cegando todo mundo por perto, e dei uma risada com a piadinha interna.
Senti algo peludo correndo a Maratona de São Silvestre no meu braço, e parando bem em cima da minha cabeça. Com a maior delicadeza possível - um puxão violento - peguei a criatura: Nigel, com as garras enfiadas na orelha da pobre touca laranja do Keroberos, minha marca registrada.
Tive que dar uma boa arrumada no cabelo antes de qualquer reação. E então...
- Quer ser apresentado, Nigel? Tá, esse é o Leonel, diga oi pra ele. Oi Leonel! Ok, agora vá embora, e depois me explique como você veio do dormitório até aqui. Ele escorregou até o bolso da minha capa e farejou o ar.
Até que me toquei que tinha acabado de parar um desconhecido no meio das escadarias pra conversar. LOL. Como eu sou educada.
- Ai, me desculpa... Você estava descendo, né? Se tiver algum compromisso, pode ir, não tem importância. - sorri, meio sem graça.


25 de Março, Segunda, Tarde C Térreo, Escadarias
Narração - minhas falas - outras falas
Notas adicionais: Se o post ficou uma porcaria, é porque eu estou com bloqueio. E também porque o Caio tá bem do meu lado comendo pipoca e jogando jogo de corrida de carro no MEU videogame, além de pausar de vez em quando pra gritar "6 A 1!". Ê, família.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Leonel Menezes



Mensagens : 117
Player : Alisson

MensagemAssunto: Re: 25 de Março |Segunda| Final da Tarde |RP aberta| Escadarias, Térreo.    Ter Dez 06, 2011 8:18 pm

Para muitos parar no meio das escadas para conversar com alguém quase desconhecido, poderia parecer loucura, não para Leonel que nunca recusava uma conversa, fazer novos amigos era constante e a cada ano ele aumentava seu circulo de amizades, mesmo que ele não tivesse tanto tempo disponível para zoar e fazer coisas com os mais diversos tipos de amigo, por este motivo poucos eram íntimos dele, tais como Janna e Gabriel melhores amigos do metamorfo. Leonel estava com um sorriso em seu rosto, um sorriso natural e belo. Além de desastrada a garota deveria ser bem distraída, já que tinha demorado para apertar a sua mão, por instante o garoto pensou que ia ser ignorado, era uma das coisas que faziam o dia dele ficar negro, se há alguma coisa que o deixe irritado e ser ignorado, para sua sorte, não era o caso.
Parar no meio das escadas para conversar com alguém que mal se conhece seria loucura para a maioria dos alunos daquele castelo, não para Leonel que não perdia a oportunidade de fazer novas amizades, e Vick parecia ser uma pessoa legal. O garoto sorriu com o comentário da garota sobre a cor dos cabelos, e ia trocando a medida que ela citava uma cor, o que era divertido. A garota era um tanto esquisita convenhamos, mas será que alguém naquele castelo era normal? Ela tinha um furão de estimação, o que demonstrava que a menina devia ser uma boa garota, já que para criar um furão deve se ter muita paciência e claro amor.
-- Por favor, sem cerimônias pode me chamar de Leo. Respondeu o garoto com um sorriso amigo, que ao ouvir o comentário da garota sobre conversar nas escadas se lembrou que tinha que procurar Janna antes de começarem os testes da Brave.–éh, eu preciso mesmo ir. Leonel estava constrangido, mas era verdade não podia demorar muito tempo ali, ele olhou para a garota com um sorriso amarelo e disse– Tenho que ir mesmo sabe, estou procurando uma pessoa, e já reparou no tamanho desse castelo? Leonel tinha mudado novamente a cor dos seus cabelos para amarelo. – Foi um prazer, nos vemos por ai. Leonel subiu as escadas correndo, e no meio do caminho deu se conta que ele queria desce, deu meia volta e ao passar pela garota copiou a forma do seu cabelo e acenou com a mão.

Ações Finalizadas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Light

avatar

Mensagens : 41
Player : Alisson

MensagemAssunto: Re: 25 de Março |Segunda| Final da Tarde |RP aberta| Escadarias, Térreo.    Sex Jan 06, 2012 12:52 pm

Ações Finalizadas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: 25 de Março |Segunda| Final da Tarde |RP aberta| Escadarias, Térreo.    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
25 de Março |Segunda| Final da Tarde |RP aberta| Escadarias, Térreo.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Prepare-se para um final de semana de games no Leilão da Formiga
» [Fanfiction]Final Fantasy: Lumen's Core
» Eclipse The Final Frontier
» [Teorias e Curiosidades - Felipe] #6 Segunda Guerra Mundial Ninja
» Para título, um resumo da Segunda Guerra Mundial: Papapapapa, shiuuuuuu cabum! Morre alemão filho da....

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia de Magia Legilimência :: Térreo-
Ir para: